8 de nov de 2010

TRÊS MATÉRIAS PUBLICADAS HOJE NO NOTÍCIAS UOL SOBRE O ENEM.

Inep e gráfica têm responsabilidade em falhas na prova do Enem

FÁBIO TAKAHASHI
DE SÃO PAULO
ANGELA PINHO
DE BRASÍLIA

Duas ações que falharam anteontem na aplicação do Enem --erro na montagem das provas e revisão do material-- estavam sob responsabilidade da gráfica contratada e do Inep (órgão do Ministério da Educação).

Segundo o contrato, a gráfica RR Donnelley foi a responsável por imprimir, manusear e diagramar as provas, por R$ 68 milhões.
No primeiro dia de prova, parte dos exemplares saiu com folhas repetidas ou erradas. Nesses casos, os alunos não receberam todas as questões. O MEC ainda analisa o que será feito aos alunos.

Já ao Inep cabia checar o material a ser impresso. Nessa etapa poderia ter sido verificado que, no cabeçalho da folha de respostas, o espaço para o gabarito das questões de ciências da natureza estava incorretamente identificado como ciências humanas.
O erro só foi constatado durante a prova.

O Ministério da Educação afirma que ainda apura as responsabilidades pelos erros. Segundo a Folha apurou, a avaliação inicial da pasta é que houve erro tanto do Inep quanto da gráfica.

A reportagem não conseguiu contato ontem com a RR Donnelley, multinacional fundada em Chicago (EUA). Durante a concorrência para escolha da gráfica, o MEC interveio na Justiça para que a RR Donnelley vencesse.

Quem ofereceu a melhor proposta foi a gráfica Plural (parceria do Grupo Folha e da Quad Graphics). Mas o Inep alegou à Justiça que a Plural não comprovou capacidade técnica para a impressão com "sigilo e segurança".

A argumentação foi aceita pela Justiça, e a RR Donnelley ganhou o contrato. A empresa foi a responsável pela impressão da segunda versão do Enem de 2009, após a primeira ter sido fraudada e cancelada.



DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO RECOMENDA ANULAÇÃO SO PRIEMIRO DIA DO ENEM 2010.
Ana Okada
Em São Paulo

A DPU (Defensoria Pública da União) irá recomendar ao MEC (Ministério da Educação) que a prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2010 do sábado (6) seja anulada e aplicada novamente. O documento deve ser enviado ao ministério hoje (8).

Segundo a defensoria, a solução apresentada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) para os erros ocorridos no sábado (6) não contemplaria todos os prejudicados. A DPU diz que recebeu relatos de estudantes que preencheram o gabarito de duas formas - parte invertida e parte correta - devido a desencontro e demora de informação por parte dos organizadores do exame.

Houve também casos em que candidatos foram informados que a ordem das questões, no caderno de prova, é que estaria invertida.

O defensor Ricardo Emílio Pereira Salviano, titular do ofício de direitos humanos e tutela coletiva do Distrito Federal, diz que o intuito da ação é "sanar as irregularidades, e não causar empecilho ao exame".

Quanto às queixas de vazamento de informação do segundo dia, o defensor entende que as irregularidades não foram cometidas pelo Inep. "Foram erros pontuais de candidatos que burlaram a segurança, e que podem ser punidos por isso", explica Salviano. A defensoria se baseou em relatos veiculados na imprensa e em relatos pessoais recebidos por e-mail.
A DPU disponibilizou o endereço eletrônico enem2010@dpu.gov.br para que estudantes que foram prejudicados possam se manifestar.

Caso a recomendação não seja atendida, a defensoria deve entrar com ação civil coletiva na Justiça Federal, pedindo o cancelamento do exame do primeiro dia do Enem.

INEP estuda 27 e 28 de novembro ou 4 e 5 de dezembro para reaplicar ENEM para alunos prejudicados.
Camila Campanerut
Em Brasília

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) estuda aplicar uma nova prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para quem foi prejudicado pelos erros no caderno amarelo em 27 e 28 de novembro ou em 4 e 5 de dezembro. Cerca de 2 mil candidatos podem ter que fazer a nova prova.

Nas datas de novembro, estão previstas a primeira fase da Fuvest, em São Paulo, e provas da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), UFRR (Universidade Federal de Roraima), Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná), UFLA (Universidade Federal de Lavras) e da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina).

Já em dezembro, estão no calendário as provas da UFPR (Universidade Federal do Paraná), UFV (Universidade Federal de Viçosa), Fatecs (Faculdades de Tecnologia de SP), UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), Uneb (Universidade do Estado da Bahia), Acafe-SC (consórcio de universidades de Santa Catarina), UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro), UEMG (Universidade do Estado de Minas Gerais) e da Uece (Universidade Estadual do Ceará).

Entenda o caso
Estudantes identificaram problemas nos cadernos de provas e nos gabaritos do Enem, que foi aplicado nos dias 6 e 7 de novembro. Nos cadernos amarelos, havia questões repetidas e faltantes. Já nas folhas de resposta, os cabeçalhos dos testes de ciências da natureza e ciências humanas vieram trocados.
Comentando
Bem ... diante dos acontecimentos me recuso a fazer qualquer comentário a respeito dos problemas do ENEM, pelo menos por enquanto.

8 comentários:

João Paulo disse...

Tipo,achei um absurdo as provas estarem com erros! e quem fica prejudicados são os alunos que fizeram a prova.

Marcos Costa Melo disse...

Poxa, vergonha alheira esse ENEM, muitos erros para um processo tão importante.

Losterh disse...

E com isso, lá vai a credibilidade do ENEM pelo buraco.

Losterh disse...

E do MEC também. Uma sucessão de erros. Que foi isso. Na hora de fazer a votação mais segura do mundo, aposto que houve muito mais empenho. Bah.

Francisco Amado disse...

Um governo que deixou de governar para ser cabo eleitoral só poderia dar nisso.

Agora vale lembrar que muitos destes mesmos estudantes contribuíram para dar continuísmo a incompetência.

Cristiny* disse...

Quem perdeu a prova do primeiro dia por atraso será q pode refazer caso esta seja cancelada? é que aqui no nordeste nao participamos do horário de verão e conheço mtas pessoas que se atrapalharam com o horário.

pisovelho.com.br disse...

Enem tem erros deste que eu terminei o 3º Colegial... Isso já faz mais de 4 anos...

Anônimo disse...

Por favor,não coloquem a reposição deste enem nos dias destes vestibulares. Irá prejudicar muitas pessoas !