30 de dez de 2008

É NA BASE DO ME ENGANA QUE EU GOSTO NÉ!

29/12/2008 - 16h48

Lula assina lei dos Ifets, que muda nome de escolas técnicas e promete mais vagas gratuitas

Bruno AragakiEm São Paulo*

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou nesta segunda-feira (29) o projeto de lei dos Ifets (Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia).
Oficialmente, anuncia-se a criação de 38 institutos. Na prática, escolas técnicas e Cefets (Centro Federais de Educação Tecnológica) tiveram os nomes mudados e começarão 2009 sob nova denominação. Em São Paulo, por exemplo, o Cefet-SP passa a se chamar Ifet-SP.
Segundo o Ministério da Educação (MEC), a nova organização facilitará a articulação entre as escolas técnicas, agrárias e os centros de educação tecnológica. O ministro da pasta, Fernando Haddad, prometeu também ampliar para 311 as unidades de ensino tecnológico no país até 2010. Atualmente, há 168 em funcionamento. As vagas também deverão saltar de 215 mil para 500 mil, segundo o ministério.
Metade das vagas dos institutos será destinada ao ensino médio integrado ao profissional.Na educação superior serão abertos novos cursos de engenharia e bacharelados tecnológicos, que contarão com 30% das vagas. Outros 20% serão destinados para licenciaturas em ciências da natureza, para suprir o déficit de professores nas áreas de física, química, matemática e biologia.
O projeto de lei também prevê cursos para 1.066 servidores e professores dos Ifets, ministrados pela UnB (Universidade de Brasília). As aulas abordarão desenvolvimento e registro de patentes.Os Ifets fazem parte do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) e terão autonomia para criar e extinguir cursos e também registrar diplomas dos cursos oferecidos, nos limites de sua área de atuação territorial. *Com informações do MEC

Fonte www.uol.com.br/educação

Comento:
Desta forma é muito fácil passar para a história como aquele que mais investiu na educação atente para o detalhe do texto em negrito.
Não foram criadas novas Escolas Técnicas, apenas mudou o nome das já existentes, conhecidas como Centro Federal de Educação Tecnológica (as conhecidas Escola Técnica Federal) para Instituto Federal de Educação Tecnológica.
Este blog nada tem a ver com política e nem tem a intenção de abordar tal assunto, só uma exceção para este texto porque trata sobre a Educação Profissional.
É necessário que se crie cursos técnicos no país, há falta de profissionais no mercado, porém, criar de fato escolas e cursos, não fazer a sacanagem de mudar o nome das escolas dizendo que criou 38 novas escolas.
Se é assim que o governo trata a educação o que podemos esperar para o futuro?

Nenhum comentário: