13 de jun de 2011

PSICOLOGIA, ENTREVISTA COM PSICÓLOGA

DESCRIÇÃO DA PROFISSÃO:

A Psicologia é a ciências que estuda o comportamento humano e fenômenos psíquicos através de observações, análises e interpretações que ajudam no diagnóstico e tratamento de distúrbios emocionais e de personalidade.
As principais atividades do Psicólogo encontram-se em quatro várias áreas: clínica, educacional, organizacional, social-comunitária, jurídica e hospitalar.
Na área clínica realiza triagem de pacientes, faz o diagnóstico.
Cuida do tratamento e prevenção de distúrbios mentais, emocionais e de personalidade.
Dá consultas e atendimento psicoterápico e aconselhamento psicológicos a pessoas com dificuldades.
Dirige e assessora serviços de psicologia.
Atende individualmente ou em grupo famílias, casais ou indivíduos com distúrbios mentais, emocionais, psicomotores, psicopedagógcos e de comportamento, faz a avaliação, trata e previne problemas.
Ajuda o cliente na busca das soluções das dificuldades ou queixas apresentadas, lidando com as formas de relação que o paciente estabelece consigo mesmo, com os outros e com a sua realidade de vida.
Na Psicologia Organizacional atua em departamentos de Recursos Humanas em recrutamento, seleção, treinamento, análise de cargo e função, diagnóstico organizacional.
Faz o planejamento e avaliação de problemas ligados ao trabalho, como estresse, alcoolismo, uso de drogas, problemas familiar,.
Elabora programas de caráter motivacional e avaliação de desempenho.
Trata de outras questões da saúde psicológica relacionadas ao trabalho.
Participa de programas de higiene mental e segurança do trabalho.
Na Psicologia Educacional atua junto a professores, diretores, coordenadores orientando-os em conhecimentos necessários à avaliação crítica e a reflexão de seus papéis junto aos alunos.
Colabora na elaboração de programas, planejamento de estímulos educacionais.
Participa na elaboração de currículos escolares, acompanha e orienta estudantes com problemas de aprendizagem.
Planeja e realiza trabalho de orientação vocacional profissional estimulando o desenvolvimento de atitudes, conhecimento, desenvolvimento de habilidades que facilitam a resolução de problemas relacionados a escolha profissional e planejamento de carreira.
Na área jurídica planeja o atendimento junto a presídios, abrigos de menores infratores.
Dá assessoria em questões jurídicas elaborando laudos psicológicos para diversas finalidades.
Acompanha casos de adoção, desenvolve programas educacionais para presidiários e menores abandonados.
Em Psicologia Hospitalar acompanha pacientes terminais e familiares, auxilia na recuperação de pacientes com seqüelas físicas, dá atendimento geriátrico.


CAMPOS DE ATUAÇÃO PROFISSIONAL:

Centros de assistência a saúde, organizações comunitárias, associações esportivas, empresas comerciais e industriais, agências de emprego, clínicas de psicologia, creches, escolas, ambulatórios, hospitais, centros de repouso, de reabilitação, orfanatos, entidades que cuidam de menores infratores ou abandonados, penitenciárias, tribunais, varas da infância e juventude, consultórios particulares, institutos de pesquisa.
Tendo a licenciatura, pode ainda, lecionar psicologia aplicada em cursos técnicos e pós-graduado pode ministrar aulas em cursos superiores.

CURRÍCULO MÍNIMO DO CURSO:

Matérias Básicas: psicologia, Estatística, psicologia Geral e Experimental, Psicologia do Desenvolvimento, Psicologia da Personalidade, Psicologia Social, Antropologia, Sociologia, Educação Física.

Matérias de Formação Profissional: Técnicas de Exames e Aconselhamento Psicológico, Ética Profissional, Psicologia do Excepcional, Dinâmica de Grupo e Relações Humanas, Pedagogia Terapêutica, Psicologia Escolas e Problemas de Aprendizagem, Teorias e Técnicas Psicoterápicas, Seleção e Orientação Profissional, Psicologia da Indústria.

Estágio: Obrigatório e Supervisionado

Duração do Curso: 5 anos.

ENTREVISTA

MARIA LUIZA CORREIA BONELLO

Psicóloga Clínica formada pelo Instituto de Ensino Superior Senador Flaquer há mais de 30 anos.
Especialista em Psicoterapia e Aconselhamento Psicológico de Adolescentes, Adultos e Casais, Técnicas de Relaxamento e Análise Transacional.

Como foi a sua escolha profissional?
Desde o Ensino Médio, comecei a me interessar por Psicologia, levada pela Filosofia, onde mostrava o comportamento e as dificuldades do ser Humano. Esse parco conhecimento me levou a pensar em Psicologia onde teria uma maior possibilidade de conhecer técnicas que ajudariam a entender e ajudar as pessoas. E foi o que fiz , passei a procurar tudo a respeito e o meu interesse se tornava cada vez maior, e hoje sou Psicóloga Clínica atuando na área a mais de 30 anos...


Quais os conhecimentos necessários para o bom desenvolvimento profissional, que não se aprende na faculdade e nem nos cursos de especialização?
Administrar um consultório, desde agendamento, parte financeira para se manter atuando, além é claro dos anos de prática, que vai fazer a diferença, pois numa faculdade se vê teoria, algum estágio, estágio esse que mostra uma ou outra possibilidade, enquanto no consultório, os casos que aparecem são os mais inusitados, inimagináveis e também é claro, os mais corriqueiros, que enquanto no Curso de Graduação ou um curso de especialização nem sequer de longe oferece e estar sempre atualizado em relação a tudo.


Em sua opinião o que é necessário para ser um bom profissional nessa área?
Não se envolver com os problemas dos pacientes, estar despido de preconceitos, ter como principal objetivo entender e ajudar com técnicas, conhecimentos e boa vontade, e não ter pretensão de enriquecer, para não desanimar da profissão.

No exercício profissional você corre riscos?
No meu entender não, e nunca ouvi falar, porque uma pessoa quando procura um profissional dessa área é porque está precisando de ajuda para algo que o atormenta, e via de regra o Psicólogo passa a ser seu “porto seguro” sendo assim, ela é a pessoa que o está ajudando, portanto não irá querer feri-la.

Quais os campos de atuação do Psicólogo?
Cínica, Hospitalar, Organizacional, Escolar
Para exercer a profissão você tem que abrir mão de algumas coisas da sua vida pessoal?
Como está o mercado de trabalho?
Embora todas as pessoas devessem fazer Terapia, falando da área que atuo, poucos são os que investem em si mesmos, tendo em vista seu bem estar interior, suas prioridades estão longe disso, sendo que sem ele, tudo fica mais difícil com menor aceitação, menos tolerância, com surgimento de depressão e outros tipos de sofrimento.

Quais são as perspectivas futuras para o mercado de trabalho?
A meu ver, deve continuar sem muitas perspectiva em função do que foi dito acima.


Quais as dificuldades encontradas no início da carreira?
Local de trabalho, localização, e um pouco de insegurança o que é comum em função da diversidade de casos.
Quais as dificuldades encontradas atualmente?
Não valorização do investimento na saúde mental, emocional que levaria a aquisição de um maior equilíbrio.

O salário é compensador?
É variável para o profissional autônomo, pois depende do número de clientes que possui e da localização em que se encontra.


Que conselho daria a quem deseja seguir a carreira?
Avaliar bem quais são seus objetivos, sua tolerância com problemas alheiros e se empenhar em leituras não só da área como também as demais áreas.

7 comentários:

Andy A. disse...

É uma profissão linda , mas muito séria ppois lida com a mente humana .

Júh Sodi disse...

Acho psicologia lindo, mas eu já sou "tão ferrada da cabeça", imagina eu tendo de lidar com o problema alheio..vishe, ia dar certo não! rs

RomerGomes disse...

Obg pelo comentário no meu Blog...gostei demais do seu!

neh.etc disse...

Nossa adorei esse poste, pois quero ser psicologa, esse é o meu maior objetivo.
Estou seguindo o blog.

Amélie disse...

Inez!
Fiquei muito feliz com a sua presença no Blog!!!Muito obrigada!
Sua área de trabalho é fascinante, enterder a mente humana,tão complexa e tão intrigante, é para poucos!Parabéns!
Um grande beijooo!!!

Sandro Batista disse...

Inez,

Suas postagens e dicas continuam excepcionais, e já disso antes, seu blog deveria ser um guia obrigatório para os jovens que ainda não decidiram que carreira seguir. Esse post me chamou atenção em especial, porque a psicologia é um ramo que me desperta muita curiosidade e interesse. Dia desses comentei que eu gostaria de ser psicólogo...heheheheh

Abração e obrigado pelas visitas no meu blog, e pelos comentários sempre inteligentes e incentivadores.

http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

Me fugaz devaneio disse...

Apresentei seu blog para minha sobrinha, adoramos as postagens, ótimo guia:D

Parabéns!

http://meufugazdevaneio.blogspot.com/