6 de jul de 2009

AVALIAÇÃO SERIADA

Há algum tempo atrás em conversa com alguns profissionais da área de educação me perguntaram o que eu acho da proposta da FUVEST de passar a fazer avaliação seriada.
Por enquanto não acho nada, ainda, é preciso saber quais serão os critérios utilizados para esta avaliação.
Atualmente 45% dos alunos que abandonam o cursos superior desistem porque fizeram a opção errada. O estudante faz sua escolha profissional no 3º ano do Ensino Médio ou após a conclusão do mesmo, que supostamente já tem maior maturidade para decidir sobre sua vida profissional e ainda assim muitos erram nesta escolha.
Se no 1º ano do Ensino Médio o estudante começar a participar da avaliação, mas sem ter que fazer sua escolha neste momento poderá dar certo e facilitar para o jovem, porém, se ele tiver que fazer sua opção já neste início poderá complicar e muito, tanto para o estudante quando para os pais e universidade. O número de desistentes poderá aumentar bastante. O jovem estará perdendo tempo, o dinheiro público indo para o ralo com muitas vagas ociosas na universidade.
Fazer a escolha profissional logo no início do Ensino Médio fica ainda mais complicado para o adolescente, é o momento em que ele está passando por muitas mudanças, buscando sua própria identidade, querendo saber quem ele é e o que está fazendo aqui, as mudanças físicas que o incomodam, ter também que escolher a profissão, o que para ele será escolher o resto de sua vida.
Se esta avaliação seriada ocorrer desta forma os pais e educadores terão um papel muito importante e terão que estar muito atentos para as dificuldades destes jovens. As escolas deverão se readaptar a esta nova situação buscando formas de preparar seus alunos para que faça a melhor escolha possível.
Esta preparação deverá ter início ainda no Ensino fundamental, 7ª e 8ª séries, o que será também difícil, pois ainda não terão maturidade e nem condições suficiente para pensar, refletir e organizar o que querem ser no futuro.

31 comentários:

Rogerio Martins disse...

Inez,

O grande problema que vejo no Brasil é a forma como as pessoas são "avaliadas". Nosso sistema educacional ainda não percebeu que é fundamental o uso da meritocracia.

Enquanto os alunos passarem por piedade a incompetência será grande no governo, em algumas empresas, nos negocios etc.

Abraço...

Rogerio Martins

Michell Niero disse...

Pelo que eu li, aparentemente, a avaliação seriada não irá impor uma escolha de carreira. Ela vem embutida de outras mudanças estruturais no currículo do ensino médio que, mais uma vez aparentemente, são positivas. A única que coisa certa é que o vestibular, tal como ele é hoje, precisa ser reformulado. É muito injusto decidir os rumos de uma pessoa em uma prova. Ao menos existe a disposição para mudar.

Um abraço

antoniopimenta disse...

Inez, este é um comentário de agradecimento, por ter lidos os meus contos e feito comentários muito construtivos, espero que tenha gostado realmente, desejo muito sucesso ao seu blog e um grande abraço a você

:D

Lih disse...

Eu vou prestar avaliação seriada este ano e espero ter um bom resultado...

Fábio Flora disse...

De qualquer modo, acho que os adolescentes – os de hoje especialmente – são imaturos demais para decidir, de uma só vez, a profissão que desejam seguir o resto das vidas. Abraços e sucesso com o blog!

cariocax disse...

bom blog otimo post



BLOG>>>> http://cariocax.blogspot.com/ e

twitter>>>> http://twitter.com/cariocaxblog

Antonoly disse...

Pode ser uma boa
essa alternativa, quem sabe...

Spertnez disse...

Interessante o texto.
No meu curso no primeiro semestre a sala tinha algo em torno de 125 a 130 alunos, hoje pouco mais de 40. A maioria desistiu porque não tinha noção do que iriam ver no curso. Muitos vão pelo nome do curso, acham bonito e ai se dão mal!
Mas, tem um outro lado também. Se o aluno não gosta do curso não tem porque continuar apenas para dizer que continuou. Muitos que mudam de curso acham sua área verdadeira em outros cursos.

Obrigado pelo comentário no meu blog.

Claudio soccer fan disse...

Ótimo blog o seu gostei do post

Raphael disse...

Essa é uma boa alternativa!!
Boa sorte para os futuros universitários!!

Arthur Melo disse...

Bem, onde moro na PB
a UFPB utiliza processo seletivo seriado.
E bom por um lado, mas continua a mesma decoreba de sempre e para mim isso tem que acabar.

le disse...

é o preparo deve ser no começo mesmo na verdade...

Vini e Carol disse...

Acho que ao sair do Ensino Médio mesmo que não tiver decidido ainda o que querer da vida, é importante ao menos fazer um técnico do que você mais se identifica quem sabe não é uma ajuda ou uma luz para tomar a decisão correta.
Apesar d que é importante ter uma faculdade por mais que não seja o que quer no momento, o que nada impede de realizar seu sonho no futuro, é importante pra pelo menos ter uma oportunidade no mercado de trabalho.

Beijos, Carol

Canto do Lufa disse...

Isso é uma grande dificuldade!

Para ter uma idéia, até hoje não sei se fiz a escolha certa!

Difícil um menino de 16 anos estar pronto para decidir o que vai fazer para o resto da sua vida. Por isso existe um abandono muito grande por uma questão de imaturidade na escolha

Plugado disse...

Eu mesmo não sei oque desejo fazer ..
Brasil um pais de poucos...

visite meu site quando puder

http://www.fiqueplugado.com

Thiago MB disse...

Obrigado, sempre é bom homenagear esse atores que nos trazem tanta diversão nas telonas não é mesmo? Obrigado pelo comentário, seu blog está ótimo, parabéns pelo sucesso! Até mais, abr

Leandro Elias disse...

Belo post, parabéns

Nicke disse...

Ótimo post!!


Beijos,

Raii Stupid disse...

não entendo muito sobre isso. Mas acho que a educação em nosso pais é muito fraca. Acredito que existe grande potêncial para melhora. Só falta o uso desse potêncial!
Parabéns

Jéssica Modinne disse...

Concordo plenamente: já é difícil acertar a escolha quando se está no terceiro ano, imagina p/ quem ainda está cursando o primeiro. Ok, sempre é melhor estudar quando você sabe a finalidade de tudo isso, mas, por acaso, exite algum adolescente de 15/16 anos que tem dicernimento suficiente p/ escolher uma profissão definitiva? Acredito que não. Um vestibular seriado não seria tão ruim, mas somente se a escolha do curso não foosse obrigatória desde o primeiro ano.

www.hoppipollablog.blogspot.com

Dtescom.blogspot.com disse...

Realmente o jovem no 3 colegial, tem que ralar muito, e ainda tem a fuvest...

LADY DARK ANGEL disse...

OMAIS IMPORTANTE É Q TENHAM UM DESENVOLVIMENTO SEGURO,Q TENHAM OND SE APOIAR

BobDog disse...

só tenho uma coisa a dizer sobre: prefiro o vestibular convencinal.

Sequelanet disse...

O brasil deveria incentivar a competitividade e meritocracia, não só no vestibular, mas no ensin médio. Os jovens são muito desestimulados nos estudos. Sequelanet

Saci Pirata disse...

E eu que nem sei o que vou fazer, hehe
Tranquei o curso de Engenharia Mecatrônica que eu achava que era o que eu queria, mas não tinha nada a ver... To com medo...
Abração do Saci!

Antonoly disse...

A Avaliação seriada é uma
boa alternativa, eu boto fé!

B.~* disse...

Na minha opinião, nada é real na teoria. Vamos testar a prática.

http://virandoocopo.blogspot.com/

Alan Salgueiro disse...

Sou prova viva dessa falta de maturidade que assola as mentes adolescentes, entrei na Universidade aos 17 anos, fiz dois períodos e odiei o curso, anos depois voltei para o mesmo curso e hoje me identifico bastante.

Toda decisão feita aos 17, 18 anos tem alta carga emotiva, instintiva, nessa fase se quer por que quer e não se pensa em mercados, pensa-se apenas em se fazer o que gosta. Hoje, felizmente, gosto muito do que faço.

Pobre esponja disse...

Pior que os que fazem a opção é errada, são aqueles que vão até o fim por ir, para "não desistirem"; em contrapartida, é muito complicado para um jovem saber o que quer. É dever da escola ir orientando desde o início, mas as escolas não conseguem nem passar a tabuada, geralmente.

abç
Pobre Esponja

Anna Castro Lima. disse...

eu já me decidi, vou ser bióloga *-*' mas acho que algumas avaliações seriam legais, me ajudariam bastante a saber se eu daria certo com isso e se é realmente o que eu quero D: mas eu acho que é sim *-*

Felipe disse...

Estou nessa época e confesso que muitas ideias surgem em minha mente. Preciso de uma luz!

http://cerebro-musical.blogspot.com

Buscando Parcerias!